Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Editora Mulheres

Editora Mulheres

25/07/16

Como estudar para concursos? - Guia completo

Está na moda, com o crescente desemprego, cada vez mais pessoas querem prestar um concurso público e mudar de vida. Bom salário e estabilidade ocupam o topo da lista dos que almejam uma vaga no setor público. Eu também não quero ficar fora dessa, e então surge a pergunta:

 

Como me preparar para concursos públicos?

 

Eventualmente, o candidato poderá estudar sozinho, por meio de material próprio, ou ainda fazer um curso preparatório, que poderá ajudá-lo e prover foco para uma banca específica de um determinado concurso. Justamente por conta disso, os cursos preparatórios são regulares, perdurando por períodos que vão de seis meses a um ano, ou voltados apenas à reta final da prova. No último caso, a partir da publicação do edital, o curso geralmente realiza uma revisão geral do conteúdo que será requerido no dia prova.

 

Vale destacar que estudar apenas lendo poderá não proporcionar bons resultados. O ideal é intercalar o estudo do conteúdo com a resolução de questões. É imprescindível responder à questões de concursos anteriores, pois é justamente esse detalhe que desenvolverá a afinidade do candidato com a banca examinadora. Esse hábito fará com que o estudante saiba se está ou não absorvendo o conteúdo de uma maneira satisfatória e se está estudando de acordo com o que é exigido pelo edital, além de ser útil para descobrir o que será requerido pela banca examinadora no dia da prova.

 

Quanto tempo estudar por dia?

 

Ter foco no concurso consiste em conhecer o edital, que é como um plano de voo. O candidato precisa saber o que será exigido, quantas fases compõem o concurso em questão, quais disciplinas devem ser estudadas, e o peso detido por cada uma delas. A partir daí é necessário traçar um plano de estudos. A sorte só será um elemento positivo quando o candidato estiver estudando bastante, condição essencial para que ele seja aprovado no concurso.

 

Durante o seu planejamento o candidato deverá estabelecer uma rotina diária de estudos. Quem optar por fazer curso preparatório deverá reservar, no mínimo, mais 30 minutos de estudo por dia.

 

Concurseiros que optarem por continuar trabalhando deverão reservar uma parte do dia para estudar. Mas, antes disso é necessário elaborar uma rotina de estudos, definindo o que exatamente deverá ser estudado e a quantidade de horas diárias. Se mesmo trabalhando, o candidato estudar durante um intervalo razoável de 2,5 a 3 horas diárias, mantendo uma boa disciplina e cumprindo as metas, ele terá grandes chances de ser aprovado em qualquer concurso público.

 

Estudar com base em editais anteriores

 

O estudo pautado por editais anteriores só é seguro se um mais recente ainda não tiver sido publicado. Como o candidato precisa de um norte para estudar, o edital passado pode ser utilizado como um direcionador. Evidentemente é muito provável que ocorram alterações entre um edital e outro, mas, mesmo que aconteçam, elas dificilmente alcançam um nível drástico. Assim, a base do concurso é quase sempre a mesma.

 

Estudar por livros e videoaulas

 

A leitura de livros e o hábito de assistir a videoaulas complementam um ao outro. Ao assistir teleaulas o candidato tende a conseguir captar o conteúdo e obter as principais dicas da matéria. O estudo poderá ser enriquecido por meio dos livros. Assim, o ideal é que o aluno consiga somar as duas modalidades e ainda insira um terceiro elemento: responder questões de concursos anteriores.

 

Sono

 

O candidato não deve passar madrugadas estudando e, assim, não ter boas noites de sono. Obviamente ele precisa estudar bastante, mas esse estudo deve apresentar um rendimento satisfatório. Assim, o candidato deve estabelecer, por exemplo, que irá dormir 8 horas por dia, estudar de 3 a 4 horas diariamente, e trabalhar durante o restante do dia. Um sono desregulado prejudica a concentração e a manutenção do conteúdo estudado. O indivíduo também precisa reservar um tempo para o lazer a fim de arejar a cabeça, o que o ajudará a absorver melhor os conteúdos.

 

Alimentação

 

Com relação à alimentação, o candidato deve priorizar refeições leves, repetindo-as em intervalos de 3 horas. Sem uma alimentação adequada, o rendimento poderá ser comprometido.

 

Cursos online preparatórios para concursos

 

Atualmente, existem vários cursos preparatórios EAD (ensino à distância) disponíveis para pessoas que almejam prestar concurso público, e os resultados proporcionados por esse método podem ser bastante positivos. Existem também cursos EAD telepresenciais via satélite, no qual o aluno tem de se deslocar até o polo de estudo para assistir às aulas. Mas também há cursos 100% online.

 

Para estudar apenas com base em aulas online, o nível de disciplina do candidato deverá ser bastante elevado. Caso contrário, essas aulas precisarão ser somadas a atividades presenciais para que o aluno não perca o foco e o controle sobre o plano de estudos. Vale a pena ressaltar que muitos aprovados em exames da OAB e em concursos públicos estudaram apenas por cursos online.

 

A qualidade do resultado dependerá da dedicação e disciplina do candidato. Se o indivíduo for disciplinado, ele poderá fazer um curso totalmente online. Por outro lado, o candidato pode imaginar que ao estudar em casa, algumas distrações, como, por exemplo, assistir televisão, navegar na internet ou ir verificar o que tem na geladeira, poderão ser um obstáculo. Nesse caso, talvez um curso totalmente online não seja o ideal para este tipo de aluno.

 

O segredo para escolher um bom curso é verificar se a instituição de ensino autora do curso possui tradição na preparação para concursos públicos. Além disso, o candidato deverá pesquisar o total de pessoas que já foram aprovadas fazendo cursos da escola em questão.

 

Materiais gratuitos

 

O candidato deverá tomar extrema cautela quanto a materiais gratuitos disponibilizados na internet, pois eles podem estar desatualizados, ou serem de baixa qualidade. Assim, o aluno deverá filtrar todo o conteúdo grátis disponível, analisando rigorosamente os materiais a fim de descobrir quais realmente são bons, e excluir os que sejam de qualidade duvidosa.

A vantagem dos cursos preparatórios é que eles realizam todo esse processo pelo candidato, direcionando professores especializados para cada matéria e ajudando o aluno a destrinchar o edital, fazendo com que ele tenha que estudar apenas o que precisa.

 

Referências:

 

http://concursospublicos.ninja/

Comentar:

CorretorEmoji

Notificações de respostas serão enviadas por e-mail.

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.